quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

(Noi) due.














Dois é o melhor número de toda a aritmética do Universo... Ainda mais quando sejam as duas metades do que se constitui um!



12 comentários:

  1. "Melhor serem dois que um", não é mesmo? Desde a primeira história da humanidade, é melhor ser "dois", e se constituir um. Belíssimo o que escreveste!
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que o sábio autor nos transmite, conforme o texto de 4.9-12 nos diz, que é melhor que esse um seja composto de dois. A unicidade de dois é melhor que o isolamento de um. Penso que tens toda razão, foi perfeitamente lembrado. Un abbraccio

      Excluir
  2. Por isso é tão difícil rs
    sabia que a matemática estava por trás disso o tempo todo hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsr O que é tão difícil, Mara? O dois num? rs Depende do sinal. Aritmética é número, mas também é sinal. Assim: 1 – 1, resulta em nulidade. Assim: 1 + 1, resulta em crescimento, mas não necessariamente integração e fortalecimento das partes. Assim: 1 ÷ 1, resulta em um, mas ele dividido em si. Assim: 1 x 1 resulta em um, mas ele tendo todos os seus aspectos dobrados em si, fortalecidos pela sobreposição exata das linhas. Qual é o fortalecido? O primeiro ou o segundo um? Ambos, pois suas linhas se tornam inseparáveis como a água de dois meios copos que se unem num. Sim, a Matemática estava por trás disso o tempo todo. rsrsr Um bacio

      Excluir
  3. Dois sempre há de ser melhor. Mesmo quando queremos estar sozinhos, nosso corpo necessita de um outro calor.
    Adorei o texto e estou colocando o link de eu blog na minha guia de "101 blogs" lá no My Life. Passa lá depois para conferir.

    Ótimo final de semana


    http://mylife-rapha.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso como tu, dois é a base da sociedade humana e o propósito da existência. Por isso, um sábio escreveu que nada o maravilhou tanto quanto ver o encontro de um homem com a mulher de sua vida. Gratíssimo pela inclusão do texto em teu blogue.
      Raphinha, na verdade, já sou teu seguidor de um mês. É que estavas ausente em tuas postagens. Un bacio

      Excluir
  4. Respostas
    1. Aquela frase famosa: corações batendo no mesmo compasso! Boa noite, Emili

      Excluir
  5. Olá, "meu" querido Psicólogo!

    Como vais? Aqui, está chovendo, chovendo e fazendo frio. Ah, como eu espero a Primavera!

    Sabes mto de Matemática, mas é normal, visto que quem cursa Psicologia, é disciplina do curso, obrigatoriamente.

    E eu pensando que era o número sete (rs)! Não gosto de metades, antes tout entier. Evidente que há situações, poucas, em que a "coisa" corre melhor a um do que a dois, mas na maioria, a dois, é perfeito.

    Começaste o blogue há pouco tempo, e teus posts já fazem "furor", nos fazem cogitar, desejar e relacionar.

    Beijinho, meu amigo!

    ResponderExcluir
  6. CÉU, como vais?!
    O outono é melhor que o inverno. A Primavera é, sem dúvida, a melhor das estações, no sentido literal ou figurado.
    Não sei se sei Matemática além do pouco que conheço da Matemática do coração... E também não sei o quanto a Psicologia ajuda no entendimento do amor... (risos)
    O sete é um número belíssimo. Mas penso que os números ímpares são inferiores a seus pares. Mas esta é uma visão de um humilde frasista, não repares.
    Não sei (e é tanto que não sei, aqui) se minhas postagens fazem 'furor', mas elas não nascem sem fazer furor na minha alma e no meu coração. Disto, sei.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. Simplemente lindo - a imagem e o texto. O ML é um eternal romantico. Bom fim-de-semana. Um abraço :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grazie mille, RT!! Talvez tenhas razão, talvez eu seja um eterno romântico. Alguém já disse 'um romântico incurável', e uma pessoa preferiu dizer un pazzo (risos). Mas amar é insubstituível! E ser parte do um com alguém é inefável. Bom fim de semana a ti. Un abbraccio
      Luc

      Excluir

Teu comentário é peça chave no que me inspira a escrever.