quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Segreti.















Todo muro tem seus portões; todos os portões, sua fechadura; toda fechadura, seu segredo, desvendado por uma única chave...
Encontrar o meio, encontrar a resposta, encontrar os segredos da vida é o que há de mais valioso na existência, porque por eles fabricamos as chaves, penetramos na fechadura, abrimos os portões... e vencemos os muros mais impenetráveis!
O nome desse encontrar segredos é Sabedoria.

26 comentários:

  1. Perspicácia com a vida, ela ensina. Boa noite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Bons alunos para a melhor das professoras. Boa noite.

      Excluir
  2. Agradeço sua visita ao meu blog. Concordo plenamente com seu texto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato também a ti. Muitas felicidades. Um abraço.

      Excluir
  3. Estou aqui pela primeira vez confesso
    adorei sua postagem.
    Eu vi você no blog da minha querida amiga Maria.
    Entrei no seu seguidor é tão importante seguir
    o blog quando nos agradamos daquilo que vemos.
    Um Domingo abençoado.
    Beijos.
    Evanir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostastes, fico feliz. Muito grato por tuas palavras carinhosas. Escrever é o desejo certo de querer compartilhar, e é muito bom quando vem uma palavra de carinho e incentivo. Uma semana abençoada a ti. Un bacio

      Luc

      Excluir
  4. Um sábio e bem verdadeiro pensamento.
    Agradeço a sua visita ao meu cantinho, gostei imenso de seu blogue, irei começar a divagar por aqui.
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, excelente receber-te! Que bom que gostaste do pensamento e do blogue. Divagamos reciprocamente! (Risos)
      Un abbraccio

      Luc

      Excluir
  5. Grande verdade!

    r: Sim, sem dúvida, cada visitante acaba por ver a cidade (seja o Porto, ou qualquer outra) à sua maneira, tendo em conta os seus gostos e as próprias vivências.

    A culpa é toda de Vigo :p
    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato.

      Decerto um dia te falarei sobre Porto à minha maneira. E pressinto que só poderá ser muito bom o que eu tenha a te dizer.
      Deveras, a culpa é de Vigo ser tão linda, e minha amiga tão estimada tê-la fotografado tão bem foi uma dessas obras desse gênio fenomenal chamado acaso... Ficamos assim, então! (Risos). Um abraço

      Excluir
  6. Sabedoria, poderia citar Provérbios inteiro ao falar dela. Senti grande admiração pela forma como a descreveste. Sempre considerei a sabedoria como uma das maiores virtudes que alguém poderia ter. Por causa dela o olhar se transforma, a percepção das coisas, das pessoas e situações alcança tal nível de compressão, de conhecimento... E assim, se fabricam chaves, se atravessam muros, se desvenda a vida. A sabedoria é um tesouro!

    Terno abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. P.s.: Vejo em ti grande sabedoria!
      Abraço...

      Excluir
    2. Sim, há muito de sabedoria nesse livro maravilhoso. Grato a ti pela admiração e carinho. Isso é grandeza de teu coração e não mérito meu.
      No cap. 4, verso 7 de Provérbios está escrito que a Sabedoria principal. Mas na primeira carta que Paulo escreve aos Coríntios, no cap 12, versos 8 e 31 e no cap. 13 está escrito que a Sabedoria é o primeiro dos dons, mas que o Amor é mais excelente que todos os dons juntos. Amar é a maior de todas as sabedorias. Amar abre portas onde não há porta. Proponho que sejamos sábios e amemos: este é o segredo que ultrapassa os muros.
      Um abraço, querida

      Luc

      Excluir
    3. Repito minha gratidão por enxergares em mim uma virtude tão desejada! Un abbraccio

      Excluir
  7. Linda foto da Muralha da China. E lindo texto. Espero que você teve um agradável São Valentim :)
    P.S. Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário (mesmo se não compreendi tudo - o meu português é muito limitado :-(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É belíssima, tens toda razão!! Procurei por ela especificamente com o pensamento de que, se o mais imponente de todos os muros puder ter seu portão aberto e ser transposto, todos os outros poderão. Grato pelo elogio. O pensamento me ocorreu enquanto eu comentava em um blogue. Ler os blogues de quem sigo é tremendamente inspirador. Espero poder corresponder ao menos um pouquinho a toda essa inspiração.
      Por opção do coração, não tenho tido dias de São Valentim (Dia dos Namorados) já há alguns anos. Tenho me metido a trabalhar e dedicar-me às pessoas integralmente (o que não me torna um sacerdote, mas somente quem tem uma namorada ausente, muito, muito ausente, numa distância intransponível). Mas é meu desejo voltar a ter Valentine's Day em breve.
      Perdoa-me, não foste tu quem não entendeste, fui eu que me perdi nas palavras.
      Um abraço com muita admiração

      Luc

      Excluir
    2. Um abraço e muito obrigada pela partilha, Luc. Meus pêsames !!! Sim todos temos direito a uma segunda chance. :-)))

      Excluir
    3. Sou eu quem te agradece do fundo do coração. Sim, a vida é linda, a vida é belíssima. Muito grato. Un abbraccio

      Excluir
  8. Olá, Olhos de Menino!

    Tudo bem por aí? Aqui, frio e chuva, pra variar (risos), mas viver é tão bom e com "segredos", daqueles pequeninos, ah, nossa existência é bem melhor. Não devemos abrir totalmente nossas portas interiores (só aos psicólogos), nem exteriores, se vivermos, por exemplo em zonas conflituosas (não vives no estado do Espírito Santo, não)?, pke aí os segredos, com toda a sua graciosidade, deixam de existir.

    Os muros, as portas, os portões e os corações (foi só pra rimar-rs) todos possuem uma chave, só k, por vezes, a perdemos, outras, a escondemos, propositadamente e outras ainda nos "roubam" a bendita chave, mas, meu querido, há remédio pra tudo menos pra morte, portanto, vamos pôr a cabeça pra funcionar (até pareço brasileira, falando), para que os nossos amados neurónios não ganhem ferrugem.

    Qdo pensamos, sim, pke nem sempre pensamos, encontramos, sabiamente, a solução. Nada mais simples, afinal. Viver é uma arte, que requer mto saber, sobretudo sensorial.

    Gostei mto do teu post, embora não apelando aos afetos (é aconselhável falar de temática variada, eu entendo), mas sim à inteligência e ao conhecimento de nós mesmos.

    A minha chave está aqui comigo e com ela vou abrir, não só a porta da imagem, que escolheste para teu post, mas tb a noite, a minha noite, que desejo serena, agradável, relaxante e com uns segredinhos ditos em surdina, à mistura e ao meu ouvido (esta minha imaginação está mto fértil, hoje). Que se estará passando (rs)?

    Novo post e vídeo em meu blog. Convido-te, qdo te for possível, sem pressas, pke julgo k teu tempo é escasso, a visitares meu espaço, que não tem chaves, aliás, nem porta tem.

    Beijos e dias e noites "segredeiras" e sábias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ciao, CÉU!
      Espírito Santo é um belíssimo Estado. Não vivo lá.
      Compreendo as alternativas interessantes que propuseste, como a pessoa perder sua própria chave ou escondê-la. Mas essas variações não cabem na proposta que fiz, porque ela não entre no mérito de quem tem a chave de si mesma, mas sim o mérito de quem, com sabedoria de viver, fabrica chaves conforme a vida lhe mostra o segredo dos portões.
      Como bem percebeste, nem sempre escrevo sobre relacionamentos afetivos, embora seja o tema prevalecente por aqui. Mas é sempre bom abordar outras áreas interessantes do ser.
      De fato tua imaginação é bem viva, bem fértil! (risos).
      Certamente passarei em teu blogue sem portões. Vamos ver que tens confidenciado ali.
      Un bacio per te.

      Luc

      Excluir
    2. Caro, amigo mio, Luc, meu querido amigo!

      Acredito k sim e k lá vivam pessoas boas e menos boas como em qualquer lugar.

      Como sempre, comento ao lado, um pouco propositadamente (rs) os teus textos, mas penso que os compreendo, parcialmente ou mesmo totalmente.

      Pois é, a vida "obriga-nos" a fabricar chaves para as diversas situações, mas, por vezes, não atinamos com a fechadura ou com outra fechadura, após encontrada, pke nos fechámos, involuntariamente, para novas portas (rs). Não é bom, como tão bem sabes, e os olhos de menino ou de menina, ou de gente já madurita, tudo refletem, FELIZMENTE!

      Sim, já entendi k por aqui dominam os afetos, mas é preciso diversificar a temática.

      Hoje, deixo-te uma rosa branca, um punhado de sóis e mais logo um montinho de estrelas, ah, e um bacccio (não deve estar bem escrito, mas, é de ♥).

      Excluir
    3. Grazie mille, CÉU!!
      Gosto de toda cor de rosa. Na cidade em que morei na infância, eram comuns nas varandas e minha namoradinha amava demais as vermelhas.
      Escreve-se 'bacio', mas o mais importante é ter sido do coração. Molte grazie.
      Sabes, viver é complexo, somos complexos, essa questão de chaves é complexa. Mas eu diria que portões fechados sem trancas é o posicionamento ideal. Porque, então, quem tem a chave entra sem impedimento; e quem não a possui, não entra. Deixar aberto ou encostado não é boa coisa, há muita surpresa desagradabilíssima. E colocar tranca impede qualquer relacionamento.
      Então, de quem eu gosto, se estiver no meu olhar, só será percebido por quem me goste. O ser humano consegue olhar de um jeito que somente quem o ama decifra. O mesmo se refere ao falar. Falo com mil pessoas, mas se eu falar com uma de forma especial, e se ela me amar, só ela perceberá.
      Bacio

      Luc

      Excluir
  9. Bambino Luc, RELAÇÃO BIUNÍVOCA é a ideal, queres tu dizer. Inteiramente de acordo, mas se for só unívoca? Não penses nisso, agora. Quero que tenhas dias e noites de muita entrega e reciprocidade.

    Bacio, meu amado Professor de Italiano. Molte grazie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CÉU, boa noite.
      Penso que não existe relação unívoca. Existe intenção unívoca, mas não se constitui relacionamento. Uma 'relação' unívoca seria um contrassenso. Deveras, seguirei teu conselho de não pensar por agora, ainda que também reciprocidade não me seja foco nesse instante. Bacio per te.

      Excluir
  10. Desculpa, Luc, não respondi em responder, passo a redundância. Tira, um pouco, a estética ao teu blog preto, cinza e verde, que é esperança. Eu sou virginiana e portanto não tolero estas imperfeições.
    Estarei atenta. Prometo!

    Bom domingo!

    ResponderExcluir

Teu comentário é peça chave no que me inspira a escrever.