quinta-feira, 13 de abril de 2017

Bellissima...











A vida dele era assim, normal... ou comum... Que é normal? Que é comum?... Sem brilho, talvez... Sem luz de amanhecer... Então, num dia normal, num dia comum, ela apareceu... Linda, linda, linda, linda, linda, linda, linda, linda, linda, linda, linda... E ele ainda não havia conhecido o amor... E, então, ele o conheceu...

18 comentários:

  1. Isso é, realmente, fantástico. Determinadas pessoas dão um significado maior à nossa existência, um sentido maior à nossa vida.

    Beijo!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez não possamos resolver esta dúvida: há pessoas que dão significado e sentido à nossa vida? ou há sentimentos que dão significado e sentido à nossa vida? Até onde sentimentos e pessoas se confundem tanto que não seria possível imaginar outra pessoa para aquele sentimento ou outro sentimento por aquela pessoa? Sei te dizer, minha cara é que, em alguns casos, esse entrelaçamento ocorre. Não sei dizer se é bom ou mau que assim seja. Mas há pessoas que se tornam únicas. Un abbraccio
      Luc

      Excluir
  2. Bom , muito bom que assim aconteceu.
    Um grande abraço e que tenha uma linda páscoa junto a sua família.
    Élys

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um novo amanhecer é sempre bom! (Sorriso). Uma identificação tão profunda é sempre tão indescritível, tão motivadora, tão envolvente! Mas isto há de ser, de fato, bom, pela reciprocidade. Um grande abraço e uma bela Páscoa para ti também, meu amigo.
      Luc

      Excluir
  3. Ninguém deveria passar pela vida sem conhecer o amor, quem tem um amor na vida tem sorte.Boa noite Luc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que sim, que tens totalmente razão. E penso que queres dizer amor com reciprocidade, com compartilhamento do mesmo sentimento, com identificação um do outro! Isto é sorte, de fato! De fato! Boa noite a ti, Emi.
      Luc

      Excluir
  4. O amor torna tudo muito mais bonito!

    r: Agradeço :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Absolutamente tudo! E nos torna capazes de enxergar o belo, de ouvi-lo nas vozes, nos sons, de senti-lo nos perfumes... Posso dizer-te que amar é o verbo viver conjugado em toda a sua intensidade.
      Un abbraccio

      Luc

      Excluir
  5. Lembrei-me de um trecho do poema 'Canção para uma valsa lenta' de Quintana que diz:

    "Minha vida não foi um romance...
    Pobre vida... passou sem enredo...
    Glória a ti que me enches de vida
    De surpresa, de encanto, de medo!"

    Em um dia normal, alguém aparece para encher a vida de encanto, de surpresa, e dar a ela um enredo lindo.
    Um dia o amor acontece.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um belíssimo trecho! Enredo é a palavra exata. Vidas são vidas com enredos! Sem enredo, são projetos de vida não desenvolvidos. Amar é justamente criar o melhor dos enredos, encantar, surpreender. Quão belo é esse dia em que o amor chega. Un abbraccio

      Excluir
    2. Voltei para escutar a música que te inspirou, 'Crazy love'. Quando começou eu pensei, 'os primeiros dois acordes parecem a Gravity do John Mayer', depois, 'acho que conheço essa música'. No refrão eu tive certeza que conhecia, em outra voz, mas conhecia rsrs. Conheço na voz do Michael Bublé.
      A música é linda, a letra é perfeita... tens um ótimo gosto para música e para inspirações.
      Um abraço e um beijo.

      Excluir
    3. Que bom que voltaste! Assim, compreendeste um pouco melhor a inspiração. Aliás, 'Crazy love' inspiraria uma pedra de mármore a fazer uma escultura de si mesma. Dirás que sou exagerado? (Risos). Na voz do Bublé deve ficar muito bela.
      A melodia é cadenciada como uma caminhada na areia da praia e o som do mar, e a letra é uma declaração de amor muito rara, de tão bela. Vês? Eu jamais conseguiria fazer um poema assim. Gratíssimo, eu penso que algum gosto pra músicas que inspiram eu tenho sim, por influência de meu tio. Não ficas atrás nem um pouco. Un bacio, un abbraccio

      Luc

      Excluir
  6. Isso me lembra uma frase do filme "Moulin Rouge"

    A coisa mais importante que se pode aprender, é amar. E, em troca, amado ser!

    Depois desse dia, aposto que ele mudou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È vero! Reciprocidade no amor é uma felicidade indizível. Não há fita na Terra que a meça. Não há Matemática no mundo que a conte. Aprender a amar e ao mesmo tempo ser amado é belo demais, a sintonia entre os dois é perfeita demais. Tens razão completamente.
      Sim, e depois desse dia, ele mudou... (Sorriso)
      Un abbraccio, buona settimana

      Luc

      Excluir
  7. Marco Lucca que óptima sugestão - assim fico a conhecer musica do Brasil! Eu só conheço Maria Betânia, Rita Lee, Chico Buarque, Djavan e outros dois ou três que não me recordo agora do nome...
    Linda foto e lindo texto ! Espero que você terá um dia a oportunidade de sentir de novo borboletas na barriga.
    Boa Páscoa e boa semana :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratíssimo a ti, RT! Tua opinião é muito importante.
      Eu fui criado com a música americana (ou, antes, a de língua inglesa) e a italiana; mas gosto também de música brasileira. Em homenagem a ti, espero colocar alguma coisa do Brasil.
      Também espero que um dia borboletas pousem (risos). Até aqui, nada de autorização para elas, mas sempre se pode caminhar nesse sentido. Já é importante imaginar, criar, deixar que os sonhos do coração alcem voo.
      Minha Páscoa foi belíssima. Espero muito que a tua também tenha sido. Decerto que foi! Un abbraccio, mia cara

      Luc

      Excluir
  8. Realmente. Um amor chegar assim inesperadamente é fantástico. Quem dera que esse amor que chega num dia tão comum permanecesse por toda a vida, transformando assim, esses dias em dias de muita luz e brilho. Saudades de tuas tão lindas palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È vero. Tu tens toda razão. Sempre presenteei e sempre fiz surpresas baseado neste pensamento: a alegria, quando inesperada, multiplica-se infinitamente! Infelizmente, a complexidade de nossas vidas não nos permite presentear e surpreender a todos a quem gostaríamos tanto! Mas, nos últimos anos, eu tenho visto olhinhos de crianças brilhando! Tinhas que ver! Quem dera o amor chegasse e ficasse no coração das pessoas, e o mundo seria um lugar melhor. Tens razão, deveras.
      Vi que teu blogue está parado há algum tempo. Deverias atualizá-lo. Tens um talento incrível, és uma grande pensadora e uma incrível poetisa! Un bacio
      Luc

      Excluir

Teu comentário é peça chave no que me inspira a escrever.